Páginas

21 abril 2017

MASTERCHEF BRASIL (18/04/2017) | PARTE 1 | EP 7 | TEMP 04

Gisele Bündchen é projetada no Empire State Building

Gisele Bündchen teve uma foto sua projetada no Empire State Building, arranha-céu de 102 andares que é um dos ícones de Manhattan, Nova York. A modelo gaúcha publicou uma foto que mostra a projeção em seu perfil no Instagram nesta quinta-feira. 
 “Que honra ter minha imagem projetada no Empire State Building. Parabéns, Harper’s Bazaar pelo 150º aniversário”

Pesadelo na Cozinha: Trilha da Costela - Parte 1

11 abril 2017

Fátima Bernardes Manda Recado para Marcos do Big Brother Brasil 17 'Enco...

Doenças que humanos e animais têm em comum

Diabetes

O número de casos de diabetes em humanos está aumentando e o mesmo parece estar acontecendo com os gatos, segundo o professor de medicina da Faculdade Real de Veterinária (RVC) Stijn Niessen.
A estimativa é de que um em cada 200 gatos tem diabetes do tipo 2, um aumento considerável se comparado a três décadas atrás, quando havia um caso de diabetes a cada 900 gatos.
"Gatos foram feitos para caçar, mas agora eles ficam muito tempo sentados sem fazer exercícios em apartamentos e são alimentados com frequência, um gesto de amor muitas vezes equivocado", diz Niessen.
No entanto, o veterinário lembra que há muitos gatos gordos que não desenvolvem diabetes. Em alguns casos, tem mais a ver com genética do que estilo de vida.
Em relação a cachorros, cerca de três em cada mil tem diabetes, segundo o RVC. Os cachorros não têm o tipo 2 de diabetes, mas têm uma tendência maior a ter diabetes tipo 1, quando o sistema imune do corpo o impede de produzir insulina, um hormônio chave que ajuda a armazenar açúcar com segurança.
Tanto nos cachorros quanto nos gatos - e às vezes em macacos, coelhos e até ratos - com diabetes, os animais ficam com sede constante, urinando com frequência e perdem peso, sintomas comuns da doença em humanos.
O tratamento pode incluir injeções de insulina. E alguns estudos com gatos indicam que eles podem empurrar a diabetes para a remissão ao perder alguns quilos extras.





Problemas de tireoide

Gatos hiperativos e inquietos que perdem peso apesar de comer muito podem ter hipertireoidismo.
Assim como em humanos, essa condição ocorre quando a glândula tireoide, no pescoço, produz hormônios em excesso.
Uma forma de tratar uma tireoide superativa é dar uma injeção de iodo radioativo no gato.
O iodo acaba se concentrando na glândula tireoide e emite radiação, matando células ativas demais.
Essa é uma boa forma de curar o hipertireoidismo, mas os gatos precisam ser mantidos em isolamento por várias semanas, já que eles podem emitir radiação em suas caixinhas de areia por algum tempo.
Já os cachorros tendem a sofrer do problema oposto. Cerca de um a cada mil cachorros visitam o veterinário no Reino Unido por causa de tireoides pouco ativas.
Os donos podem ficar atentos a alguns sinais comuns aos humanos com hipotireoidismo - aumento de peso, preguiça e lentidão.
E assim como em humanos, uma terapia de substituição do hormônio da tireoide pode ajudar.





Cães que tomam Viagra

Cachorros com problema de respiração ou que desmaiam de repente podem receber receita para Viagra.
A droga é famosa por ajudar homens com disfunção erétil. Contudo, antes de receitá-la para esse fim, os cientistas realizavam estudos para ver se era possível usar a droga como tratamento para pressão alta.
Agora, os veterinários estão usando Viagra para tratar hipertensão pulmonar - pressão alta nos pulmões - em cachorros.
Alguns donos perguntam aos veterinários se eles podem dar suas próprias pílulas aos animais. A resposta é não.
As drogas são formuladas e licenciadas separadamente para humanos e bichos.

Vírus da Imunodeficiência Felina

O Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV, na sigla em inglês) ataca o sistema imune dos gatos, o que os deixa incapaz de combater outras infecções.
Dessa forma, ele é parecido com o efeito do HIV em humanos.
Nos EUA, entre 1,5 e 3% de gatos são infectados com FIV. Febres persistentes, pelos frágeis e perda de apetite são comuns em gatos infectadas.
Inflamações nas gengivas e infecções crônicas na pele, olhos, bexiga e vias aéreas superiores são sinais frequentes também.


Epilepsia

De acordo com o professor Holger Volk, também do RVC, cerca de um em cada 100 cães têm epilepsia.
Gatos também podem sofrer da mesma condição, ainda que isso seja menos comum.
A epilepsia pode causar convulsões, mas em alguns casos os sintomas não são tão fáceis de perceber.
Os animais podem ser tratados com pílulas antiepilépticas, mas elas não funcionam em todos.
Até o momento, o trabalho de Volk indica que uma dieta rica em ácidos graxos pode ajudar. Agora ele está realizando testes mais amplos para confirmar esses resultados.
Outros cientistas do mesmo departamento observaram vídeos de animais ou humanos com epilepsia tendo convulsões. A conclusão é que há mais empatia das pessoas em volta com os animais do que com humanos.
Independentemente de empatia, Volk e Niessen dizem que estudar doenças comuns em animais pode nos ajudar a entender melhor as doenças que nós mesmos sofremos. 






10 abril 2017

Conheça plantas que eliminam poluentes do ar

4 árvores que vão bem em vaso dentro de casa

�� TRANSFORME LEGGING EM MAIÔ

Você sabe o que é uma personal stylist

HD 200 GRAUS T01 E01

APRESENTANDO COMIDAS DE MANAUS feat. GOURMET A DOIS

HD 200 GRAUS T01 E01

200 GRAUS T01 E06

Entrevista com Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça

05 abril 2017

Revitalizantes: 5 alimentos que vão te deixar com sensação de renovado


Os clássicos ovos

Os ovos são ótimas fontes de proteína e disposição!
Convenhamos: nada melhor do que começar o dia se sentindo disposto e ativo para realizar todas as suas tarefas sem aquele resquício de cansaço! Além de uma boa noite de sono, a alimentação também possui um papel essencial para garantir que seu corpo e mente estejam renovados e animados para encarar um novo dia.
Os ovos são uma ótima fonte de proteínas que podem garantir energia e disposição ao longo do dia. E o melhor de tudo: existem diversas formas de incluir o ovo no seu cardápio, que vão desde comê-lo cru até omeletes, mexidos ou outros pratos elaborados.

A boa e velha água

A água é de extrema importância para a nossa saúde! Por mais que, em alguns casos, seja difícil adquirir o hábito de beber água a todo momento (no mínimo 2 litros por dia), o esforcinho para tornar isso algo natural no seu dia a dia vale a pena. Isso porque a água, além de hidratar, é capaz de fazer uma limpeza no organismo, livrando-o de substâncias tóxicas e impurezas e contribuindo para que seu metabolismo funcione às mil maravilhas.

Frutas secas não só no ano novo

Assim como nós do TudoGostoso já te contamos, as frutas secas oferecem muitos benefícios, trazendo motivos suficientes para compor o seu cardápio não apenas em datas festivas. Isso porque, além de serem práticas, saborosas e portáteis, elas fornecem energia, deixando-o ativo para realizar suas atividades diárias com muita disposição! E o melhor de tudo é que você pode fazer a fruta seca aí mesmo, na sua casa.

Adicione o tomilho para temperar seus pratos

 Ele se trata de uma erva aromática que pode ser utilizada como tempero natural, servindo como um ótimo substituto para o sal – este que, em excesso, pode se tornar um vilão para a saúde. Sendo uma opção saudável e saborosa, o tomilho ajuda a revigorar as energias! Por isso, aposte em pratos que se tornam deliciosos quando temperados com essa delícia, tal como o frango com couscous.

Espinafre, saudável e revitalizador

Quer uma alimentação nutritiva e que te deixe com o ânimo lá em cima? Então aposte no espinafre! Essa verdura é uma fonte rica de nutrientes, dentre eles, o ferro – um nutriente fundamental para auxiliar no transporte de oxigênio às células, e assim, produzir energia. Mas não se preocupe se você não for muito fã de consumir o espinafre cru, pois você pode adicioná-lo em outras deliciosas receitas que vão muito além da salada.

MASTERCHEF BRASIL (04/04/2017) | PARTE 1 | EP 5 | TEMP 04

Roberto Carlos - Sereia (Pseudo Video)